Menu
  • galeria@zildafraletti.com.br
  • + 55 41 3026-5999 + 55 41 99164-2882
  • Zilda Fraletti

    Av. Batel, 1750 – lojas 08, 10 e 12

    Design Center – Batel

    CEP: 80.420-090

    Curitiba – PR – Brasil

  • galeria@zildafraletti.com.br
  • + 55 41 3026-5999 + 55 41 99164-2882
  • Zilda Fraletti

    Av. Batel, 1750 – lojas 08, 10 e 12

    Design Center – Batel

    CEP: 80.420-090

    Curitiba – PR – Brasil

Sérgio Helle

Sérgio Helle vive e trabalha em Fortaleza, Ceará. Desenvolve um trabalho em que mescla as mais novas ferramentas digitais com tradicionais técnicas de desenho e pintura. Com 29 anos de carreira, foi um dos primeiros artistas cearenses a utilizar o computador como ferramenta artística, tendo realizado, ainda em 1995, sua primeira exposição em que participou com infogravuras. Com a gravura Paixão, ganhou o Prêmio Gravura do Salão de Abril, em 2001. Sobre ela, registra Herbert Rolim, no livro Salão de Abril – De casa para o mundo do mundo para casa: “Foi o primeiro caso de infogravura, que aparece nos registros do Salão de Abril, reconhecido como categoria.” Com esse trabalho, o artista foi convidado para participar da III Bienal do Mercosul, naquele mesmo ano.

SOBRE O TRABALHO

Sempre tive a pintura como fio condutor da minha obra. O trabalho se desenvolveu através de uma pesquisa de técnicas influenciadas pelo percurso e contingências. De início foram pinturas a óleo, depois acrílica e técnica mista, com cada vez mais materiais incorporados a essa busca. O computador entrou como ferramenta de uma forma discreta em meados dos anos noventa e foi se tornando peça fundamental no desenvolvimento dessa trajetória. Com o tempo descobertas iam se incorporando ao trabalho em novas experências, qualidade de impressão e softwares com cada vez mais recursos e possibilidades. O diálogo entre a pintura e novas tecnologias são como um encontro de épocas distintas, reinventadas e mescladas entre pigmentos e pixels. O resultado final são infogravuras em telas, geralmente de grandes formatos e pinturas em técnica mista previamente estruturadas no computador. Mesmo as infogravuras vejo como pintura, uma pintura reinventada neste complexo tecido de relações entre o tradicional e a tecnologia.

O QUE É INFOGRAVURA?

A informática tem revolucionado todas as áreas de trabalho e são muitos os artistas que hoje em dia usam o computador como instrumento de criação. Um dos resultados dessas novas experiências é a infogravura, técnica que utiliza conceitos da gravura tradicional, como xilo, metal e lito. A matriz da infogravura é um arquivo digital. Em vez do buril, ponta seca e goivas gravando a madeira ou metal, o artista utiliza mesa digitalizadora, mouse e softwares de editoração de imagens. A impressão se dá por meio de ploters ou impressoras com o uso de diversos materiais. A gravura é considerada original, quando assinada e numerada pelo artista. O computador, no caso, não é utilizado somente como mero instrumento de reprodução, mas também de criação, ao oferecer inúmeros recursos e ilimitadas cores e matizes. Por ser um múltiplo, a gravura tem um custo menor do que a pintura, tornando a criação artística mais acessível. Mas isso não faz dela uma obra menor. A gravura pertence a um dos capítulos mais notáveis da história do ser humano, que descobriu em cada época, o instrumento para dominar os suportes mais diversos.

PRINCIPAIS EXPOSIÇÕES COLETIVAS

XIII MOSTRA DOS NOVOS - Galeria Antônio Bandeira 1980
UNIFOR PLÁSTICA “ANO X”(1983) / V (1984) / VI (1985)/ VII (1986)/ VIII (1987)/ X (1989) / XII (1991)/ XV (2009) / XVI (2011)- Espaço Cultural da Unifor
SALÃO DE ABRIL 34° / 41° / 44° / 45° / 52° - Galeria Antônio Bandeira 1984/2001 - Centro Cultural do Abolição -1990 - Museu de Arte da UFC 1993 / 1994
II PRÊMIO PIRELLI “PINTURA JOVEM” - Othon Palace Hotel 1985
II/III ARTE SOBRE PAPEL - Galeria Tukano 1988 / 1990
II OUTDOOR ARTE - Cidade de Fortaleza 1988
TALENTO 91/92 - Espaço Cultural da Teleceará 1991 / 1992
C.I.P.E. - Galeria Del Centro Provencial de Artes Plásticas y Deseño - Havana CUBA 1991
ARTE PAPEL DESENHO - Domini Galeria 1992
OLHARES - Espaço SEBRAE Brasília-DF 1993
MUITO SIMPLES - IBEU Art-Gallery 1995
I/III SALÃO DO DESENHO E DA GRAVURA - IBEU Art-Gallery 1995 / 1997
4º SALÃO NORMAN ROCKWELL - IBEU Art-Gallery / IV Prêmio CDL de Artes Plásticas 1998
6º SALÃO NORMAN ROCKWELL - IBEU Art-Gallery 2000
2º SALÃO DE ARTES PLÁSTICAS DA BASE AÉREA DE FORTALEZA - Ideal Clube 2000
III BIENAL DO MERCOSUL - Santander Cultural Porto Alegre-RS 2001
III BIENAL DO MERCOSUL - Conjunto Cultural da Caixa Econômica Federal Brasília-DF 2002
CALEIDOSCÓPIO - Galeria Vicente Leite 2008
SALÃO DE ABRIL - DE CASA PARA O MUNDO. DO MUNDO PARA CASA - Museu de Arte Contemporânea - Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura 2011
PROJETO “ORA BOLAS”- Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco – MAC/PE - 2014
ELEMENTA - Galeria Contemporarte - Fortaleza 2015
HETERÓCLITO – Galeria Vicente Leite – Fortaleza 2016
O TEMPO DOS SONHOS - ARTE ABORÍGENE CONTEMPORÂNEA DA AUSTRÁLIA – participação como artista local convidado – CAIXA CULTURAL FORTALEZA – Fortaleza 2016

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

ABRAÇOS - Alliance Française 1988
IMAGENS TRADUZIDAS - Galeria Metrópolis 1990
PEQUENOS FORMATOS EM TÉCNICA MISTA - Sanatorium 1992
OLHO MÁGICO - Casa Av. Dom Luis 1996
ABRAÇO DE CINEMA - Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura 2001
SONHOS - Festival Vida e Arte - Centro de Convenções 2005
DOBRAS MOLES - Centro Cultural Oboé 2005
ACQUA - Exposição e lançamento do livro ACQUA - Galeria Mariana Furlani 2010
PERFIL CEARENSE - Espaço Cultura da Assembleia Legislativa de Fortaleza 2013
ACQUA - Exposição e lançamento do livro INFOGRAVURAS - Galeria Zilda Fraletti - Curitiba 2013
ACQUA - Galeria Luiz Fernando Landeiro - Salvador 2015
FRAGMENTA Moleskine - Fortaleza 2016
PARADISUS – Centro de Artes e Cultura de Ponte de Sor – Ponte de Sor - Portugal 2016
PARADISUS - Centrum Sete Sois Sete Luas Pontedera - Pontedera – Itália - 2017