Menu
  • galeria@zildafraletti.com.br
  • + 55 41 3026-5999 + 55 41 99164-2882
  • Zilda Fraletti

    Av. Batel, 1750 – lojas 08, 10 e 12

    Design Center – Batel

    CEP: 80.420-090

    Curitiba – PR – Brasil

  • galeria@zildafraletti.com.br
  • + 55 41 3026-5999 + 55 41 99164-2882
  • Zilda Fraletti

    Av. Batel, 1750 – lojas 08, 10 e 12

    Design Center – Batel

    CEP: 80.420-090

    Curitiba – PR – Brasil

Laura Miranda

Cronologia
Laura Steff Miranda
Nasceu em Curitiba, em 1958.

1978
Ingressa na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, concluindo o curso de Pintura em 1981.
1980
Inicia-se em dança contemporânea no Studio Rita Pavão, com Rita Pavão e Rocio Infante. Recebe prêmio para participar da exposição itinerante Uniarte 80 na II Mostra de Formas Contemporâneas, Museu de Arte Contemporânea do Paraná.
1981
Recebe o prêmio Coordenadoria do Patrimônio Cultural no 25º Salão de Artes Plásticas para Novos, Secretaria do Estado da Cultura e do Esporte do Paraná. Participa da mostra I º Jovem Arte Sul América Brasil Sul, Curitiba. Realiza exposição individual de conclusão do curso na galeria Espaço Livre da Escola de Música e Belas Artes do Paraná.
1983
Freqüenta, de março a dezembro, o atelier de escultura do Centro de Criatividade, Fundação Cultural de Curitiba. Recebe Citação Especial do Júri na 5ª Mostra de Desenho Brasileiro, Secretaria do Estado da Cultura e do Esporte do Paraná.
1984
Integra o Projeto O Artista Plástico e a Criança do Museu de Arte Contemporânea do Paraná, com a proposta de oficina O corpo e o Gesto, exposição individual e mostra dos trabalhos realizados pelos participantes. Orienta alunos no atelier infanto-juvenil do Orfanato São José, Curitiba. Recebe Prêmio no 41º Salão Paranaense. Participa da Mostra de Artistas Paranaenses na Fundação Álvares Penteado, São Paulo. Convidada para participar da Exposição Itinerante como premiação da 6ª Mostra de Desenho Brasileiro, Secretaria do Estado da Cultura e do Esporte do Paraná.
1985
Integra a exposição Impressões Digitais com as artistas Denise Bandeira e Eliane Prolik, realizando coletivamente pinturas, recortes em chapas de alumínio, pintura em out door e vídeo. A exposição foi apresentada na Sala Miguel Bakun, Curitiba e no Projeto Sessão Corrida do Centro Cultural São Paulo, Praça Roosevelt em São Paulo. O trabalho coletivo Impressões Digitais recebe Prêmio de pintura no 42O Salão Paranaense. Integra a mostra itinerante Valores Atuais do Paraná, Sala Miguel Bakun, Curitiba e Palácio das Artes, São Paulo. Participa da mostra Traço e Forma, Fundação Álvares Penteado, São Paulo.
1986
A exposição Impressões Digitais participa do Projeto Conexão Urbana do Espaço Madame Satã, São Paulo. Freqüenta o atelier de gravura do Solar do Barão, no período de junho a setembro, também ingressa no atelier de escultura do Centro de Criatividade de Curitiba, permanecendo até 1987. Participa do 43O Salão Paranaense. Realiza exposição individual, Galeria Banestado, Curitiba.
1987
Participa com diversos artistas do Núcleo de Estética ocupando espaços públicos para discutir problemas ligados ao pensamento estético e a acontecimentos artísticos. Integra a diretoria da Associação Profissional de Artistas Plásticos do Paraná, na função de Diretora Cultural, durante o período 1987 até 1989. Participa da realização do I Encontro Estadual de Artistas Plásticos do Paraná. Realiza com as artistas Denise Bandeira e Eliane Prolik os projetos Trajeto e Fio, com performances, desenhos, vídeos, incluindo a oficina Retorno do Corpo. A oficina, realizada com alunos da Escola de Música e Belas Artes do Paraná, foi encerrada com mostra de trabalhos dos participantes no Museu de Arte Contemporânea do Paraná. Estas propostas foram apresentadas no Camarim Ensaios Bar, no Museu de Arte do Paraná e no Museu Alfredo Andersen em Curitiba, no Projeto Sessão Corrida do Centro Cultural São Paulo. Convidada a participar da mostra itinerante Geração 80, organizada pelo Museu de Arte Contemporânea do Paraná. Participa do 44º Salão Paranaense. Realiza exposição individual na Casa Romário Martins, Fundação Cultural de Curitiba.

1988
Participa da mostra coletiva Olho no Museu de Arte Contemporânea do Paraná. Ministra curso para crianças e adolescentes na Galeria Cocaco em Curitiba, com exposição individual e mostra dos trabalhos realizados pelos participantes.
1989
Orienta alunos do Atelier de desenho e pintura da Galeria Cocaco, no período de março até novembro. Participa da companhia de dança Tempo, atuando como cenógrafa, figurinista e performer até 1995, com apresentações no Brasil e em Nova York. Inicia trabalho de preparação corporal orientada por Joe Kendall e Sheila Domit com técnicas Direct Position e Alexander Technic atualmente trabalha com a bailarina Mônica Infante. Participa do 46º Salão Paranaense. Recebe o prêmio Artes Plásticas da Joalheria H. Stern. Integra com um grupo de artistas plásticos a mostra Pára-Raios, com a ocupação de um imóvel na área central de Curitiba, com instalações e eventos artísticos, antes da demolição do prédio.
1990
Realiza exposição individual no Projeto Macunaíma, Funarte no Rio de Janeiro. Orienta grupos de alunos no Atelier Laura Miranda, em desenho e pintura, durante 1990 e 1991.
1991
Freqüenta o Atelier de Escultura da Escola de Artes Visuais do Parque Laje, no Rio de Janeiro, durante o mês de janeiro. Apresenta com a artista Denise Bandeira, palestra e vídeo sobre a oficina Meio Líquido no I º Festival de Inverno de Antonina, realizado pela Universidade Federal do Paraná. Convida o artista João Carlos Goldberg para ministrar o curso Conversando sobre Escultura em seu atelier. Integra o projeto Tridimensional convidada pela Fundação Cultural de Curitiba. Realiza com a artista Denise Bandeira, a oficina de criação e sensibilização corporal Meio Líquido, com exposição nos jardins do Museu de Arte do Paraná, dos trabalhos realizados pelos participantes. Participa da mostra coletiva Artistas do Paraná - Geração 80, na Galeria de Arte da Universidade Federal de Santa Catarina.
1992
Integra mostra coletiva e realiza no mesmo ano, uma exposição individual, como participante do Projeto Macunaíma, Funarte, Rio de Janeiro. Participa da mostra 90 anos do Museu Alfredo Andersen, Curitiba. Integra a comissão organizadora do Projeto Escultura Pública, participando com a instalação de obra localizada no calçadão da Rua XV, Curitiba. Integra a exposição de escultura e a mostra coletiva da Galeria Casa da Imagem, Curitiba. Ministra o curso Aspectos da Escultura Contemporânea no Museu Alfredo Andersen, Curitiba.
1993
Participa do 17º Salão Carioca de Arte, Parque Laje no Rio de Janeiro. Participa do 13º Salão Nacional de Artes Plásticas, Funarte no Rio de Janeiro. Integra a mostra Arte Hoje do Museu Alfredo Andersen, Curitiba. Ministra cursos no interior do estado, convidada pela Secretaria de Cultura do Estado do Paraná. Recebe o prêmio Indicação Especial do 50º Salão Paranaense.
1994
Realiza com a artista Denise Bandeira, o projeto Oficina dos Sentidos no Museu Alfredo Andersen e a oficina de criação e sensibilização corporal Prima Matéria para adultos em espaço alternativo, Curitiba. Participa do júri do Salão de Maringá, Paraná. Realiza exposição individual no Museu de Arte Contemporânea do Paraná.
1995
Participa da XI Mostra da Gravura Cidade de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba. Participa do 19º Salão Carioca de Arte, Parque Laje no Rio de Janeiro. Participa do júri do Salão de Foz do Iguaçu, Paraná.
1996
Realiza a exposição individual Áurea Hora no Projeto Macunaíma, Funarte no Rio de Janeiro.
1997
Participa da mostra A Arte Contemporânea da Gravura, Brasil – reflexão 97, Museu Metropolitano de Curitiba. Apresenta a exposição Áurea Hora no Museu de Arte Contemporânea do Paraná. Participa do júri do Salão de Goioerê, Paraná.
1998
Professora contratada da Escola de Música de Belas Artes do Paraná, durante o período de 1998 até 2000 (I º bimestre). Realiza com a artista Denise Bandeira, as oficinas coletivas Fonte 1998/1999’ e Serpente 2000 para alunos das escolas EMBAP e Faculdade de Artes do Paraná. Participa com a artista Denise Bandeira do projeto Corpo Impresso, no período de 1998 até 2000. Realiza cenografia, figurino e assistência de direção artística para apresentações da bailarina Mônica Infante com o músico Alberto Heller, no período de 1998 até 2000.
1999
Freqüenta o curso de especialização em História da Arte do Século XX, na Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Participa da exposição Obras Recentes, Museu de Arte Contemporânea do Paraná. Grava em vídeo depoimento, convidada pelo Museu de Arte Contemporânea do Paraná.
2000
Participa da Mostra Nacional da Gravura, Fundação Cultural de Curitiba. Ministra Oficina de criação no X Festival de Inverno de Antonina, Universidade Federal do Paraná. Realiza exposição e lançamento de catálogo individual, no Museu Alfredo Andersen, Curitiba.
2001
Realiza, em parceria com a artista Denise Bandeira, a exposição Pêndulo no Museu Metropolitano de Arte, Curitiba com desenhos, fotografias e performance. Cria juntamente com Denise Bandeira e Juliane Fuganti, o Grão Atelier em Curitiba e promove cursos, palestras e oficinas de criação. Ministra oficina de desenho no XV Festival de Arte Cidade de Porto Alegre, convidada pela Secretaria Municipal da Cultura.
2002
Desenvolve proposta juntamente com Denise Bandeira para oficina Corpoésis dirigida aos alunos da FAP. Participa do projeto de residência artística em Faxinal do Céu, realizado pela SEEC Paraná que reúne artistas e teóricos de todo o país para desenvolver e apresentar projetos artísticos, palestras e debates. Participa da exposição Faxinal no Museu de Arte Contemporânea do Paraná. Integra a exposição 100 anos do Atelier do Museu Alfredo Andersen. Apresenta, no evento Conexão Sul Encontro de Artistas Contemporâneos de Dança da Região Sul em Curitiba, a performance Corpo Avesso realizada em parceria com Mônica Infante.
2003
Participa do grupo de discussão Políticas Públicas Leis de Incentivo a convite da Secretaria de Cultura do Paraná. Participa da Arco’03 Feira Internacional de Arte Contemporânea em Madri, Espanha. Como integrante do Grão Atelier realiza o projeto Bala, 1ª etapa, como organizadora e orientadora. O projeto, realizado em parceria com a UFPR, FAP e EMBAP, promove cursos teóricos, oficinas de criação e de preparação corporal. Apresenta a performance Corpo Avesso no Festival Internacional de Teatro de S. José do Rio Preto, Sâo Paulo. Realiza com Denise Bandeira o Projeto Spirare, com mostra de vídeo, desenhos e objetos, no Centro Cultural Manabu Mabe, em Tóquio, Japão. Participa da mostra de inauguração do Museu Oscar Niemayer, MON em Curitiba.
2004
Realiza 2ª etapa do Projeto Bala com apoio da FAP, EMBAP e UFPR em Curitiba. Apresenta o Projeto Spirare na mostra Múltiplas Identidades, Casa Andrade Muricy em Curitiba.
2005
Participa da mostra Universo Feminino realizada no Museu Alfredo Andersen em Curitiba. Integra a Arco’ 05 Feira Internacional de Arte Contemporânea em Madrid, Espanha. Ministra o curso O Tecido e a Arte Contemporânea no Museu Alfredo Andersen. Orienta oficina de criação em Ponta Grossa, PR a convite da Secretaria Estadual de Cultura.
2006
Realiza, com Mariana Frochtengarten e Mônica Infante, o projeto Tecido, Corpo e Arte, com um mapeamento das comunidades têxteis no Estado de Gujarat, Índia. Participa da XX Festival de Arte da Cidade de Porto Alegre, com a oficina de criação Abrigo do Imaginário. Apresenta a performance Lago Amarelo realizada com Mônica Infante, na Represa do Passaúna em Curitiba. Realiza Mostra Individual na Dan Galeria em São Paulo.
2007
Artista convidada pela Nova Scotia College of Art and Design, NSCAD em Halifax, Canadá para uma residência artística e exposição na galeria da universidade no período de julho a setembro. Apresenta o projeto Spirare no Paço Municipal em Porto Alegre, RS. Participa da 4° Mostra Latino-Americana de Artes Visuais Vento Sul no Mac PR. Apresenta a performance Lago Amarelo no evento Conexão Sul, Encontro de Artistas de Dança da Região Sul realizado em Curitiba. Participa do evento Novembro da Dança em João Pessoa com apresentação do vídeo Lago Amarelo e oficina de criação.

2008
Participa da Mostra Latino-Americana de Vídeo Arte Vento Sul em Curitiba com o vídeo Lago Amarelo. Integra a mostra Contemporâneos Paranaenses no Espaço Arte e Cultura Brasil Telecom em Curitiba. Participa da Mostra Internacional SESC de Arte 08 em S. Paulo, com a apresentação da performance Lago Amarelo.
2009
Participa da mostra Cartas na Casa Andrade Muricy em Curitiba com a apresentação do trabalho perto da Nascente. Integra a exposição O Corpo na Cidade – Performance em Curitiba, no Solar do Barão em Curitiba.
2010
Participa do Seminário de Dança O Avesso do Avesso do Corpo Educação Somática como Práxis, com a apresentação do trabalho Por Outras Vias em parceria com Mônica Infante em Joinvile, Santa Catarina. Apresenta o vídeo do Lago Amarelo no Fórum Internacional, Conservação do Moderno ao Contemporâneo, sobre a conservação de obras de arte, realizado no MON em Curitiba. Participa da mostra O Estado da Arte, Quatro Décadas de Arte Contemporânea no MON em Curitiba. Realiza o projeto Zênite em parceria com os artistas Cynthia Lorenzo, Denise Bandeira, Eliane Moreira, Juliane Fuganti, Lauro Borges, Mai Fujimoto, Mariana Frochtengarten, Rebeca Ficinski e Thalita Sejanes, com a produção de cadernos de desenhos, vestes, fotografias e vídeo. Realiza mostra com Juliane Fuganti e apresenta o vídeo Zênite na galeria Zilda Fraletti em Curitiba.
2011
Participa do projeto Virada Cultural no SESC em São Paulo com apresentação da performance Lago Amarelo. Realiza mostra com Eliane Moreira e Juliane Fuganti e apresenta o vídeo Zênite na galeria da Casa do Brasil em Madri, Espanha.

ALGUNS TEXTOS SOBRE A OBRA DA ARTISTA:
CHIARELLI, Tadeu. Arte Internacional Brasileira. São Paulo: Lemos Editorial, 1999.
JUSTINO, Maria José. 50 anos do Salão Paranaense. Curitiba: Museu de Arte Contemporânea do Paraná, 1995.
GUIMARÃES, Mariângela. Corpos de sopro. Gazeta do Povo, Curitiba, 9 de março de 1997. Caderno G – Artes Plásticas.
GUIMARÃES, Mariângela. A dialética entre o peso e a leveza. Gazeta do Povo, Curitiba, 27 de fevereiro de 1994. Caderno G – Artes Plásticas.
ARAÚJO, Adalice. Revolucionário projeto de escultura pública desafia a crise. Gazeta do Povo, Curitiba, 10 de maio de 1992. Artes Plásticas.
ALMEIDA, Marlene de. ‘Exposição pára-raios’. Galeria Revista de Arte, São Paulo: Área Editorial, n. 16, p. 160 – 161, 1989.
MUSEU DE ARTE DO PARANÁ / JUSTINO, Maria José et al. Tradição / Contradição. Curitiba: Secretaria do Estado da Cultura e do Esporte do Paraná, 1986.
HERKENHOFF, Paulo e PEDROSA , Adriano (orgs.). Marcas do Corpo, Dobras da Alma. São Paulo: Takano Editora Gráfica Ltda, 2000.
ARAUJO, Adalice Maria de. Dicionário das Artes Plásticas no Paraná. Curitiba: Edição do Autor, 2006.

ALGUMAS COLEÇÕES:
Suas obras integram as coleções: Fundação Cultural de Curitiba, Museu de Arte Contemporânea do Paraná, Museu Oscar Niemayer. Coleções privadas: Luís Fernando Sade, Coleção privada: Nelson Baptista Galvão e Dan Galeria.